PREVI

A PREVI

Gestão de pessoas

Gesta_ pessoas.jpg

A Gestão de Pessoas na PREVI

O quadro de colaboradores da PREVI é formado por empregados da própria instituição, funcionários cedidos pelo Banco do Brasil, terceirizados, estagiários e jovens aprendizes.

Os colaboradores cedidos pelo Banco do Brasil passam por um processo de seleção que inclui avaliação curricular, prova de conhecimentos, avaliação comportamental e entrevista. Para os cargos de suporte administrativo do quadro próprio da PREVI, como atendentes, auxiliares administrativos e secretariado, o processo de contratação por recrutamento e seleção é feito no mercado, com divulgação no site da entidade.
 
O plano de cargos e salários da PREVI contempla a mudança de nível no mesmo cargo, em até sete níveis, o que gera um incremento de 2,5% de remuneração, a cada dois anos, desde que cumpridos os critérios previstos na Política de Gestão de Pessoas da PREVI.
 
PREVInir
 
Um dos objetivos estratégicos da PREVI é tornar a instituição uma das melhores empresas onde trabalhar. Mesmo antes do estabelecimento desse objetivo, a entidade já desenvolvia iniciativas em prol de melhores condições de vida dos seus colaboradores e do clima organizacional, como o programa PREVInir, que abrange desde o apoio à atuação do Coral PREVI a aulas de dança de salão, ginástica laboral, pilates, massagens (shiatsu e reflexologia), programa nutricional, workshops e convênio com academias. Também são desenvolvidas iniciativas sociais, como trabalho voluntário e arrecadação de doações para os projetos atendidos pelos Comitês Carj e Elos, dos funcionários do Banco do Brasil. 
 
Prata da Casa
 
A PREVI investe na capacitação do corpo funcional por meio de seu Programa de Treinamento e Desenvolvimento, além de contar com um programa de desenvolvimento de carreira, o Prata da Casa.
 
O Prata da Casa tem o objetivo de ampliar o engajamento dos funcionários e formar equipes de alto desempenho, com valorização do desenvolvimento de pessoas e o planejamento de carreira. O programa é uma das formas de ascensão na carreira. A outra forma é por meio de processos seletivos abertos a todos os funcionários de carreira do Banco do Brasil. É possível, também, a movimentação interna entre gerências e núcleos, além de substituição dos cargos gerenciais em situações previstas.