• Notícias e Publicações
  • Sala de Imprensa
  • Fale Conosco
  • Ouvidoria
  • Recadastramento
  • Previ in English

Notícias e Publicações

Notícias

04/06/2019

Boletim de Desempenho de abril está disponível

Acompanhe mensalmente os principais números do seu plano

Mensalmente são divulgados os resultados dos planos de benefícios da Previ no Boletim de Desempenho. A iniciativa reforça o compromisso da Entidade com a Transparência, um de seus valores corporativos, ao publicar informações fundamentais como a rentabilidade dos investimentos por segmento e as relações completas dos ativos das carteiras de cada plano todos os meses. A exigência legal é de que essas informações sejam publicadas apenas uma vez por ano.

Clique na imagem abaixo e faça o download do Boletim do Plano 1 e do Previ Futuro:


 

Previ Futuro

A rentabilidade do Previ Futuro foi de 1,36% no mês de abril e chegou a 6,29% acumulada no ano. O desempenho é bem superior à meta do período, de 3,97%. O segmento que mais se destacou foi o de Investimentos no Exterior, com uma rentabilidade de 17,16%. Também merece destaque a Renda Variável, com uma rentabilidade de 10,04%.

No Previ Futuro, o associado tem um papel fundamental na gestão do plano ao optar por um perfil de investimentos. São quatro opções: Conservador (0% em Renda Variável), Moderado (de 0% a 20% em Renda Variável), Arrojado (de 20% a 40% em Renda Variável) e Agressivo (de 40% a 60% em Renda Variável).

Plano 1

A rentabilidade acumulada do Plano 1 alcançou 1,39% em abril. No mês houve uma ligeira recuperação do segmento de Renda Variável, cuja rentabilidade foi de 1,67%, influenciada pelo início da recuperação das ações da Vale. Com a alteração da metodologia de avaliação da Litel em setembro de 2018, o cálculo sobre o investimento em Vale considera uma média ponderada das cotações dos três meses anteriores ao último dia útil do mês corrente. Assim, a queda das ações nos primeiros meses do ano ainda impacta o valor do ativo na carteira da Previ, mesmo com a recuperação do valor das ações na Bolsa nos últimos meses.  O Plano 1 permanece com superávit acumulado de R$ 1,47 bilhão.