PREVI

Notícias e Publicações

Notícias

06/09/2017

Funcionários da PREVI vencem concurso de monografia

Trabalho com o objetivo de gerar maior previsibilidade de ganhos em planos de Contribuição Definida foi o vencedor do 7º Prêmio de Monografias da Previc.

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) anunciou em 4/9 o resultado do 7º Prêmio de Monografias, realizado pela entidade. O vencedor foi o trabalho “Gerenciando as expectativas dos participantes: a utilização de ferramentas gerenciais em um plano de benefício alvo”, dos autores Flávio Machado Pereira, Florentino da Silva Fernandes, Ricardo Martins de Paiva Bastos e Rodrigo Tavares dos Santos, funcionários da Gerência de Políticas de Investimentos e Cenários da PREVI (Gepoc).


O concurso, que distribui prêmios de R$ 10 mil para os trabalhos vencedores, tem por finalidade estimular a pesquisa e a elaboração de trabalhos técnicos sobre previdência complementar fechada. O 7º Prêmio de Monografias foi patrocinado pela Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp) e recebeu apoio institucional da Fundação Anfip de Estudos da Seguridade Social e Tributário.

As monografias foram classificadas em três temas. O estudo realizado pelos funcionários da PREVI, dentro do tema “Criação de mecanismos para o gerenciamento de expectativas”, foi o único a ser premiado. Os outros dois temas não tiveram vencedores porque os candidatos não atingiram a pontuação mínima exigida pela Previc.

A premiação ocorrerá entre os dias 4 e 6 de outubro, em São Paulo, durante o 38º Congresso Brasileiro da Previdência Complementar Fechada, realizado pela Abrapp. Além do prêmio em dinheiro, a Associação oferecerá certificado e publicação da monografia, além de passagem, hospedagem e inscrição no congresso para um dos autores do trabalho.

Em busca de um benefício maior

O trabalho teve como objetivo gerar maior previsibilidade de ganhos em planos de Contribuição Definida, como é o caso do PREVI Futuro. A monografia apresentou um modelo alternativo de plano de benefícios, chamado de plano de ambição definida. O estudo está alinhado com um dos objetivos estratégicos da PREVI para o período 2017-2021, de maximização do benefício do participante do Plano PREVI Futuro dado seu perfil de risco, como explica o diretor de Planejamento Marcus Madureira:

“Em um plano de contribuição variável a educação financeira e previdenciária é fundamental. O participante precisa saber quais fatores influenciam o benefício futuro dele: o apetite de risco, que está ligado ao Programa de Perfis de Investimento; o nível de contribuição e o tempo de acumulação. No âmbito do Planejamento Estratégico da PREVI, diversas ações estão sendo conduzidas para o atendimento desse objetivo comum, de maximizar o benefício do associado do PREVI Futuro. (...) Uma delas foi a redução da taxa de carregamento da contribuição esporádica, que foi zerada. A monografia traz elementos que contribuem para o atingimento desse objetivo.”