• Notícias e Publicações
  • Sala de Imprensa
  • Fale Conosco
  • Ouvidoria
  • Recadastramento
  • Previ in English

Notícias e Publicações

Notícias

24/01/2017

Operação de alienação da CPFL Energia é liquidada

Desinvestimento está alinhado com os preceitos de liquidez do Plano 1, além de boa oportunidade de negócio.

 

A liquidação da operação de venda das ações de emissão de CPFL Energia vinculadas ao Acordo de Acionistas, divulgada em setembro de 2016, aconteceu nesta segunda-feira, 23/1.

Após a aprovação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) - condições precedentes para o fechamento do negócio - as 201.198.330 ações foram alienadas, gerando a entrada de R$ 5,133 bilhões no caixa da PREVI.

A venda dessas ações, que são decorrentes do exercício do direito de venda conjunta (tag along) do Acordo de Acionistas, tornou-se possível em função da negociação entre o acionista controlador, a empresa Camargo Corrêa, e a State Grid Brazil Power Participações Ltda., subsidiária da empresa estatal chinesa State Gride International Development Limited, responsável por gerar, transmitir e distribuir energia para 88% da população chinesa.

Além do aspecto financeiro da operação se mostrar favorável, a venda do ativo aumenta a liquidez do Plano 1, em consonância com a missão da PREVI de garantir o pagamento de benefícios aos associados de forma eficiente, segura e sustentável. A operação também contribui para diminuir o déficit conjuntural verificado em 2015.

Com a troca de controle da CPFL Energia, a State Grid fica obrigada a realizar Oferta Pública de Aquisição da totalidade das ações emitidas pela CPFL Energia em poder dos acionistas minoritários, inclusive aquelas detidas pela PREVI e não vinculadas ao acordo de acionistas, nas mesmas condições ofertadas à Camargo Corrêa. O valor da ação será corrigido pela taxa Selic até a data do leilão.