PREVI

Notícias e Publicações

Notícias

15/02/2017

Plano Estratégico visa maximizar benefício do PREVI Futuro de acordo com o perfil de investimento do participante

Conheça mais detalhes desse objetivo aprovado pela Diretoria Executiva e pelo Conselho Deliberativo.

Um dos quatro objetivos que fazem parte do Plano Estratégico para o ciclo 2017-2021 diz respeito à maximização do benefício do participante do PREVI Futuro tendo em vista o perfil de risco do participante. Sua definição como objetivo estratégico foi feita após análises dos cenários previdenciário, macroeconômico e das forças, fraquezas, ameaças e oportunidades para a PREVI.


Na revisão do plano estratégico realizada em 2016, o eixo de gestão de investimentos foi dividido em dois objetivos distintos para melhor atender às necessidades tanto do PREVI Futuro quanto do Plano 1. Nesse sentido, o objetivo estratégico Maximização do Benefício do Participante do Plano PREVI Futuro dado o seu Perfil de Risco foi criado para dar destaque às características do plano PREVI Futuro e suas estratégias de investimento.

As diretrizes que norteiam o cumprimento desse objetivo estratégico envolvem a revisão dos perfis de investimento hoje disponibilizados no PREVI Futuro; o alinhamento das expectativas dos participantes do Plano em relação aos seus benefícios futuros esperados; e a geração de retornos alinhados ao perfil de risco dos participantes.

São direcionamentos que visam assegurar aos participantes as informações e condições necessárias para a formação de suas reservas previdenciárias, de forma consciente e em linha com seu perfil de risco.

A Maximização do Benefício do Participante do Plano PREVI Futuro dado seu Perfil de Risco é o segundo objetivo do Plano Estratégico PREVI 2017-2021 apresentado mais detalhadamente no site da PREVI. Em janeiro, foram publicadas informações relacionadas ao Fortalecimento na relação com os associados com soluções adequadas a cada perfil. Os outros dois objetivos, que também serão tratados em matérias aqui no site, são: “Gestão eficiente e eficaz” e “Balanceamento da gestão de investimentos com necessidades do passivo do Plano 1”.