PREVI

Notícias e Publicações

Notícias

21/09/2017

PREVI Futuro tem rentabilidade de 10,58% em 2017

Confira a segunda edição do Boletim de Desempenho, com os dados do plano de janeiro até agosto

A rentabilidade do PREVI Futuro de janeiro até agosto de 2017 foi de 10,58%, mais do que o dobro da meta para o período, que era de 4,61%. Somente em agosto, a rentabilidade foi de 2,79%. Esta é a segunda edição do Boletim de Desempenho do PREVI Futuro e apresenta os resultados do plano de janeiro até agosto de 2017. A primeira edição, com resultado acumulado até julho, foi divulgada em 25/8. Já o Plano 1, maior plano da PREVI, teve seu primeiro Boletim de Desempenho divulgado em 18/9, e apresentou o superávit do plano no exercício de 2017, de R$ 4,21 bilhões.


A carteira de investimentos do PREVI Futuro tem atualmente R$ 10,94 bilhões em ativos. O plano conta atualmente com 86.709 associados, dos quais 85.151 são ativos no plano. O plano mais jovem da PREVI, existente desde 1998, já é o décimo maior plano de previdência complementar fechada do país.

O resultado do PREVI Futuro mostra como gerir os próprios recursos faz diferença e aumenta a eficiência dos investimentos do plano. O corpo técnico da Previ é praticamente todo formado por funcionários do Banco do Brasil, que também são associados – ou seja, gerenciam os recursos que garantirão as suas próprias aposentadorias no futuro. Além disso, os participantes contam com a solidez de 113 anos da PREVI, uma entidade que não visa lucro e que tem o resultado dos investimentos revertido para seus associados.

Para o presidente Gueitiro Genso a importância da divulgação mensal do resultado do PREVI Futuro vai muito além periodicidade, se tornando uma ação fundamental de educação previdenciária: “Para esses associados, a construção do futuro começa hoje. O valor da aposentadoria dos participantes do PREVI Futuro depende consideravelmente do volume de recursos acumulados durante a vida laboral. Eles precisam conhecer cada vez mais sobre o plano, porque participam ativamente do processo. O trabalho de educação previdenciária é importante para que esses associados tenham em mãos as ferramentas adequadas para fazerem as escolhas certas. O associado do PREVI Futuro não pode perder nenhuma oportunidade de planejar e melhorar o seu benefício”.

Perfis de Investimento

Por falar em oportunidade, são três os fatores-chave que determinam o valor do benefício de cada participante: contribuição, tempo e rentabilidade. Como na fase de acumulação o plano é de contribuição variável, quanto mais tempo de contribuição, mais dinheiro acumulado no saldo de conta. E quanto mais tempo esse dinheiro permanece investido, maior é o efeito acumulado da rentabilidade sobre os recursos.

Optar por um perfil de investimento é, portanto, uma maneira de participar ativamente da gestão do seu saldo e da formação da sua reserva na PREVI. Dessa forma, você pode decidir, de acordo com suas próprias características e expectativas, quanto quer correr de risco em busca da melhor rentabilidade.
No Autoatendimento e no APP PREVI existe uma ferramenta que pode auxiliar você na escolha por um dos perfis de investimento. Por meio de um questionário de Análise de Perfil do Investidor (API), você fica conhecendo o nível de risco que estaria disposto a correr. Outras questões também devem ser consideradas, como o tempo que falta para a aposentadoria.

Recentemente o Programa passou por melhorias. Uma das principais mudanças foi a nova macroalocação dos recursos nos quatro perfis, que ficaram assim: Conservador (0% em renda variável); Moderado (0% a 20%); Arrojado (20% a 40%) e Agressivo (40% a 60%). Confira no gráfico abaixo um comparativo da rentabilidade dos quatro perfis com a meta, nos últimos 24 meses:

Transparência

Essas e outras informações fundamentais sobre o desempenho do PREVI Futuro são enviadas mensalmente para os associados também por e-mail. Além do resultado, o associado pode encontrar a distribuição da carteira de investimentos, assim como as relações completas dos ativos das carteiras de Renda Variável, Renda Fixa, Investimentos Imobiliários, Investimentos Estruturados e no Exterior.

A prestação de contas é um compromisso da PREVI com seus mais de 200 mil participantes. “Fortalecer o relacionamento com os associados”  é um dos objetivos estratégicos da entidade em 2017, assim como a “Maximização do benefício do participante do PREVI Futuro”. O objetivo é engajar cada vez mais o participante na gestão do plano, fazendo com que ele conheça os números do resultado e participe ativamente da gestão do próprio futuro.

ERRATA: A primeira versão do Boletim de Desempenho do PREVI Futuro de agosto, publicado em 21/9/2017, está com a rentabilidade do fundo Itaú Flexprev Ativo errada, no slide 6, “Eficiência da Renda Fixa”. A rentabilidade correta é 7,58%, e não 5,58%. O arquivo foi editado em 26/9/2017.