Notícias e Publicações

Notícias

24/02/2014

Resultado 2013: gestão ativa dos investimentos garante tranquilidade aos participantes da PREVI

Entidade registra aumento do patrimônio e paga mais de R$ 9 bilhões em benefícios em 2013, apesar da conjuntura desafiadora.

 

O ano de 2013 não foi fácil. Fatores como a bolsa de valores em queda, a inflação alta e os juros básicos em ascensão, além de outras questões conjunturais, fizeram do último exercício um período extremamente desafiador. Nesse contexto, os números provam que a PREVI mais uma vez foi bem. A gestão ativa que a entidade pratica em seus investimentos e a solidez do patrimônio da PREVI asseguram o pagamento de benefícios de dezenas de milhares de aposentados e pensionistas. “Comparando a PREVI com os outros fundos de pensão e com o próprio mercado, o resultado foi bom. Mesmo em um ano de crise, tivemos um desempenho em que conseguimos ter um aumento de ativos. O patrimônio da PREVI aumentou em mais de R$ 3 bilhões no último ano, superando a casa dos R$ 170 bilhões. A indústria não conseguiu a mesma performance e teve uma redução no valor dos ativos”, explicou o presidente da PREVI, Dan Conrado.

Gestão ativa dos investimentos

A PREVI pratica a gestão ativa de seus investimentos, trabalhando com cenários de longo prazo e procurando antecipar tendências. Mesmo em um ano difícil, a entidade conseguiu minimizar os impactos negativos e evitou riscos. O objetivo é manter ativos sólidos, que garantam sem sobressaltos o pagamento dos benefícios aos participantes ao longo dos anos. “A PREVI jamais atrasou em um dia o pagamento de benefícios. Somos um ponto fora da curva. Nosso grande diferencial é que podemos garantir a tranquilidade dos nossos 200 mil participantes e de seus familiares”, disse Dan Conrado. Mesmo com o contexto desafiador, em 2013 foi possível assegurar uma rentabilidade de 6,36% em renda variável do Plano 1. O índice de referência do segmento, o IBrX, teve um desempenho negativo de 3,13% no mesmo período, e o principal índice da Bolsa, o Ibovespa, caiu em quase 15,50%.

No entanto, o cenário ruim em 2013 teve efeitos diretos na continuidade do pagamento do Benefício Especial Temporário, o BET, fruto da destinação do excedente do superávit do Plano 1. O benefício, que sempre teve caráter excepcional, teve de ser interrompido no final do ano passado e as contribuições dos participantes e do patrocinador voltaram a ser cobradas a partir de janeiro deste ano. As medidas foram tomadas de acordo com a Resolução CGPC 26/2008, que especifica que só o excedente da Reserva de Contingência deve ser distribuído aos participantes. “Existem discussões se a Reserva de Contingência é ou não suficiente, se nós deveríamos respeitar ou não a Resolução. Mas a explicação é simples: não podemos escolher o que podemos ou não cumprir. A Diretoria Executiva precisa cumprir os normativos vigentes para a segurança do Plano 1”, esclareceu o presidente Dan Conrado.

Superação

O ano de 2013 marcou a superação e importantes marcas para a área de seguridade da PREVI. No Plano 1 foram pagos em aposentadorias, pensões e benefícios especiais como o BET R$ 9,2 bilhões, valor recorde histórico em um exercício. O PREVI Futuro, plano que completou 15 anos de existência em 2013, continuou com a caminhada crescente de adesões dos funcionários do Banco do Brasil. No último ano 92,6% dos funcionários recém-empossados aderiram ao plano. Já a taxa de filiação acumulada do PREVI Futuro alcançou o índice médio de 94%, novo patamar recorde. 

Confira as demonstrações contábeis de 2013:

  • PREVI

Balanço Patrimonial

Demonstração da Mutação do Patrimônio Social

Demonstração do Plano de Gestão Administrativa (Consolidada)

Notas Explicativas às Demonstrações Contábeis Consolidadas

  • Plano 1

Demonstração do Ativo Líquido

Demonstração da Mutação do Ativo Líquido

Demonstração das Provisões Técnicas

  • PREVI Futuro

Demonstração do Ativo Líquido

Demonstração da Mutação do Ativo Líquido

Demonstração das Provisões Técnicas

  • Capec

Demonstração do Ativo Líquido

Demonstração da Mutação do Ativo Líquido

Demonstração das Provisões Técnicas