• Notícias e Publicações
  • Sala de Imprensa
  • Fale Conosco
  • Ouvidoria
  • Recadastramento
  • Previ in English

Sala de Imprensa

Releases

13/08/2010

PREVI investe R$ 175 milhões em shopping em São Paulo

Em consonância com as diretrizes da política de investimentos e o plano estratégico da PREVI, a entidade assina, no dia 12 de agosto, em sua sede no Rio de Janeiro, contrato para aumento de participação no Shopping ABC, situado em Santo André, na grande São Paulo. O investimento total é de R$ 175 milhões por 42,9% do capital do empreendimento, dos quais R$ 30 milhões (7,31% do capital total) são com recursos do plano PREVI Futuro, em sua primeira atuação no segmento imobiliário. O aporte dos R$ 145 milhões restantes virão do Plano de Benefícios 1.

A PREVI já possuía participação no capital do Shopping ABC, em parceria com a Funcesp e a administradora de shopping centers BR Malls, além da fundação Centrus, dos funcionários do Banco Central, que acaba de vender sua participação para a PREVI.

Investimentos em imóveis têm se mostrado boas oportunidades para gerar rentabilidades acima da meta atuarial dos planos de benefícios, tanto pela valorização dos ativos – em especial shopping centers e edifícios comerciais – quanto pela renda proporcionada pelo aluguel dos empreendimentos, cujos recursos são utilizados para a formação de caixa para pagamento de benefícios. O Plano 1, o maior plano de benefícios da PREVI, obteve rentabilidades no segmento imobiliário bem acima das metas atuariais dos últimos anos, girando em torno de 20% de retorno por ano, enquanto as metas ficaram na casa de 11% anuais.

PREVI Futuro debuta em investimentos imobiliários

Com dez anos de existência e concedendo financiamentos imobiliários aos seus participantes desde 2008, o plano PREVI Futuro debuta em investimentos no segmento imobiliário com o aporte de R$ 30 milhões realizado no Shopping ABC. Com patrimônio de quase R$ 2 bilhões, o Plano pode investir, pela lei, até 5% do capital acumulado em imóveis, o que corresponde hoje a R$ 91 milhões. Dessa forma, o Plano ainda tem mais R$ 61 milhões para aplicar no segmento, com um limite de 2% por ativo investido. O início da atuação do PREVI Futuro no segmento reforça as diretrizes da atual gestão, de investir na área imobiliária, em redes de varejo e infraestrutura.