• Notícias e Publicações
  • Sala de Imprensa
  • Fale Conosco
  • Ouvidoria
  • Recadastramento
  • Previ in English

Sala de Imprensa

Releases

02/10/2014

PREVI vende participação na Usiminas

Desinvestimento do Plano 1 no ativo segue os preceitos de busca por liquidez, devido à maturidade do plano, aliada à boa oportunidade de negócio.

A PREVI e o grupo ítalo-argentino Techint-Ternium assinaram hoje, 2/10, contrato de compra e venda da participação acionária da Entidade na siderúrgica Usiminas, empresa na qual a PREVI é acionista desde 1991. O valor da transação é de R$ 616,7 milhões pela participação de 5,07% no capital total da Companhia, o que gerou para o Plano 1 da PREVI um ganho de 82% sobre o valor das ações da empresa negociadas em Bolsa.
 
Vislumbrando um cenário menos promissor para a indústria siderúrgica, a alienação da participação na Usiminas vinha sendo discutida com a Techint-Ternium desde janeiro desse ano. O negócio foi fechado em função de uma oferta financeira amplamente vantajosa para a PREVI. Considerando os valores de compra e venda da Companhia, bem como os dividendos recebidos pela PREVI ao longo dos anos, todos atualizados pelo atuarial e pela Selic, o ativo apresentou uma rentabilidade superior à meta atuarial do período.
 
Desinvestimentos como esse da PREVI na Usiminas são um bom exemplo de como os recursos do Plano 1 vem sendo administrados. A Entidade está constantemente estudando oportunidades no mercado, tanto para investimentos como para desinvestimentos. Quando uma oferta favorável no aspecto financeiro une-se à crescente necessidade de aumento da liquidez para pagamento dos benefícios atuais e futuros dos participantes do Plano 1, por ser um plano maduro e que paga R$ 9 bilhões em benefícios por ano, a PREVI avalia tecnicamente e, caso se configure de fato em um bom negócio, pode vir a concretizar a transação. Esse é um movimento que, ao longo das próximas décadas, deverá se tornar cada vez mais comum na carteira de participações do Plano 1.