• Notícias e Publicações
  • Sala de Imprensa
  • Fale Conosco
  • Ouvidoria
  • Recadastramento
  • Previ in English

Sala de Imprensa

Releases

03/03/2010

Reunião do PRI é realizada pela primeira vez no Brasil

Nos dias 3, 4 e 5 de março se realiza a primeira reunião ordinária, no Brasil, da cúpula do PRI – Principles for Responsible Investment, na sigla em inglês, uma iniciativa de investidores em parceria com a Iniciativa Financeira da UNEP (Programa Ambiental da ONU) e o Pacto Global das Nações Unidas. O encontro de executivos dos maiores gestores e investidores institucionais do mundo, que acontecerá na sede da PREVI, no Rio de Janeiro, será aberto pelo III Workshop de Signatários Brasileiros do PRI.

Um dos destaques do III Workshop do PRI será a adesão da BM&F Bovespa como signatária do programa da Organização das Nações Unidas (ONU). A Bolsa de São Paulo – que estará representada na solenidade pelo seu presidente, Edemir Pinto – se junta a outras 38 instituições brasileiras, entre fundos de pensão, gestoras de recursos, e outros parceiros. A assinatura do documento encerra os trabalhos no dia 3, a serem realizados a partir das 15 horas. Nos dias 4 e 5, o board do PRI será fechado aos seus membros.

O workshop contará com a presença de representantes de importantes investidores institucionais mundiais, como o Presidente do Munich Re América, Wolfgang Engshuber, e o executivo de Investimento Responsável do Universities Superannuation Scheme (USS), David Russel. Além deles, o Diretor Executivo do PRI, James Gifford, será o responsável pela abertura das apresentações e, em seguida, o Presidente da PREVI, Sérgio Rosa, falará sobre o trabalho do PRI no Brasil. No último painel, a Secretária Executiva do Ministério do Meio Ambiente, Izabella Mônica Vieira Teixeira, apresentará a posição brasileira no encontro de Copenhagen, o COP15, realizado em 2009.

O PRI

A sigla PRI (Principles for Responsible Investiment na sigla em inglês, ou Princípios para o Investimento Responsável, na tradução livre) representa o compromisso dos grandes investidores institucionais do mundo de investir em negócios sustentáveis, ou seja, de estarem atentos aos aspectos social, ambiental e de governança corporativa por ocasião da escolha de ativos e carteiras para investimento dos seus recursos. O programa consiste em seis princípios básicos, que se desdobram em diretrizes, cuja finalidade é viabilizar a incorporação das questões socioambientais e de governança às práticas de análise, decisão e gestão de investimentos. A adesão aos princípios é voluntária, uma vez que se trata de um acordo de intenção e aspiração dos signatários para com a sustentabilidade nos negócios.

O programa, incentivado desde 2003 pela Organização das Nações Unidas (ONU), foi lançado oficialmente na Bolsa de Valores de Nova Iorque em abril de 2006, com a participação de 20 dos maiores investidores institucionais mundiais e a presença do então Secretário-Geral da ONU, Kofi Annan. Um mês depois, o PRI foi lançado no Brasil, na sede da PREVI, no Rio de Janeiro, e, em abril de 2007, uma cerimônia de adesão dos signatários na Bolsa de Valores de São Paulo oficializou a versão brasileira do programa.

Um ano depois, aconteceria o primeiro workshop dos signatários do PRI na América Latina, também realizado no Rio, dando assim início ao trabalho de engajamento dos investidores institucionais latino-americanos ao programa. Vale destacar o papel da PREVI como agente divulgador e incentivador à adesão de outros investidores institucionais da América Latina ao programa.

Hoje, o PRI tem 700 signatários em todo o mundo com cerca de US$ 20 trilhões em ativos sob sua gestão. Em menos de quatro anos de existência, a quantidade de signatários tem se multiplicado rapidamente (eram 65 integrantes em abril de 2006), demonstrando o interesse cada vez maior dos investidores institucionais e gestores em aplicar os recursos de forma responsável para a sociedade e o meio ambiente.