PREVI Futuro

Matérias

29/05/2015

Mais PREVI: planejamento da aposentadoria deve começar cedo

Quem começa antes tem mais tranquilidade e qualidade de vida

O perfil do aposentado mudou muito nos últimos anos, e contribuiu pra isso uma importante mudança no perfil de todos os profissionais. Hoje em dia, a preocupação – e, por consequência, o planejamento – em relação à aposentadoria começa muito mais cedo, já que esses profissionais sabem que sua geração terá uma longevidade maior que as anteriores. E, com a longevidade, é preciso buscar também qualidade de vida.

Segundo o consultor e orientador financeiro Fagner Marques, é cada vez mais comum ver profissionais muito jovens, em começo de carreira, fazendo investimentos pensando no momento da aposentadoria. A contratação de planos de previdência privada, por exemplo, já é uma realidade para grande parte desses profissionais.

Marques destaca que a educação financeira, hoje, é muito difundida em todos os setores da sociedade, e por isso é cada vez mais comum ver os profissionais iniciando ainda muito jovens a rotina de planejamento visando o futuro. Ele afirma, ainda, que a forma como as pessoas encaram a aposentadoria, hoje, é muito diferente.

“Quem se aposenta, hoje, não necessariamente vai parar de trabalhar. Atualmente, a aposentadoria representa a chance de fazer aquilo que a pessoa gosta. Nessa etapa, nem sempre o que importa é ganhar dinheiro, mas sim exercer algo que traga um ganho pessoal, não financeiro. E isso só é possível quando a pessoa se planeja, se prepara”, destaca o consultor.

Para Marques, por muito tempo, os jovens viveram sem se preocupar com o envelhecimento. Hoje, segundo ele, essa realidade mudou. Jovens e adultos conscientes sabem que devem poupar e investir agora para terem uma terceira idade saudável e confortável, com qualidade de vida. E isso traz felicidade.

“O dinheiro não traz felicidade, mas a segurança e a sensação de prosperidade, sim. A pessoa que está segura financeiramente se sente com mais dignidade, tem mais disposição e é mais confiante. Quem se prepara durante toda a vida para ter tranquilidade financeira acaba evitando muitos problemas, especialmente quando entendemos que a vida fica mais cara quando os anos passam”, complementa.

Embora a realidade em geral tenha mudado, Fagner Marques alerta: há uma importante parcela da população que ainda não começou a preparação para a aposentadoria, imaginando que esse momento está longe demais. Esses devem mudar de postura o quanto antes.

“Para quem ainda não adotou essa postura, a hora é agora. Quanto antes, melhor. É preciso se conscientizar da importância da mudança e do significado da aposentadoria. Muitas pessoas ainda se veem sem fazer nada. Normalmente, quem segue esse caminho acaba por ter surpresas desagradáveis. É hora de mudar”, conclui.

Para a consultora financeira Aldineide Rios, esse grupo de pessoas que ainda não começou a se preparar é muito numeroso e essa realidade precisa mudar. Ela afirma que pensamentos imediatistas são muito comuns, e que postergar as decisões é uma prática usual.

“Muitas vezes as pessoas não se dão conta de que vão envelhecer, ou então adotam uma postura do tipo 'quando essa hora chegar eu resolvo as coisas'. É fácil perceber isso quando vemos que muitas pessoas ainda têm dívidas no cartão de crédito, por exemplo, que tem juros altíssimos. Essa postura tem de mudar o quanto antes”, alerta.

“Quando a pessoa entra no mercado de trabalho ela já deve começar a pensar e planejar a aposentadoria. É claro que a intensidade dessa preparação aumenta à medida que os anos passam e a aposentadoria fica mais próxima, mas quem começa antes tem sempre muito mais tranquilidade e qualidade de vida”, conclui.