enviar
Sua opinião

Dê sua opinião sobre a Revista. Ela poderá ser divulgada aqui e ainda se transformar em reportagem.

Indique seu livro

A Revista divulga livros de autoria dos participantes. Envie algumas informações pra gente.

Edição 193 Maio/2017

educação previdenciária

Previc divulga resultados de 2016 da previdência complementar fechada

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) divulgou, em abril, os números do regime fechado de previdência complementar no Brasil, referentes ao exercício de 2016. As entidades terminaram o ano de 2016 administrando um patrimônio de R$ 796 bilhões, o que representa um crescimento de 10,2% em relação ao valor de 2015. Com esses números, o total de ativos sob gestão dos fundos de pensão brasileiros corresponde agora a 12,7% do PIB.

O número de entidades fechadas de previdência complementar em funcionamento no país se manteve estável em 307 no ano passado. Entretanto, houve uma pequena redução no número de planos administrados de 2015 para 2016: de 1.104 para 1.099. Em relação à modalidade dos planos, embora os de benefício definido (BD) ainda detenham a maioria dos recursos do setor (66,17% dos ativos), os planos de contribuição definida (CD) já são maioria em quantidade. Ao final de 2016 havia 415 planos CD, 361 de contribuição variável (CV) e 323 planos BD.

O superávit técnico acumulado dos planos aumentou para R$ 18,2 bilhões no ano de 2016, dos R$ 13,8 bilhões apurados em 2015. Já o déficit técnico acumulado dos planos em 2016 ficou em R$ 70,6 bilhões, valor 9,25% menor do que em 2015 (R$ 77,8 bilhões). No que se refere aos investimentos, observa-se que a alocação em renda fixa continua com o maior volume de recursos aplicados (54,56%), seguido por renda variável (18,39%), fundos multimercados (17,52%), imóveis (4,35%) e os demais segmentos (5,18%).

Saiba mais no site da Previc, seção Central de Conteúdos > Informes Estatísticos Trimestrais > Informes de 2016 > 4° Trimestre

Mais Vistos

INDEX

Fale com a Redação