enviar
Sua opinião

Dê sua opinião sobre a Revista. Ela poderá ser divulgada aqui e ainda se transformar em reportagem.

Indique seu livro

A Revista divulga livros de autoria dos participantes. Envie algumas informações pra gente.

Edição 196 Janeiro/2018

recursos do plano

PREVI Futuro: maximização do benefício

Plano começa a planejar gestão dos recursos pós-aposentadoria

A Política de Investimentos do PREVI Futuro, o plano mais jovem da Entidade, dá ênfase à maximização do retorno do benefício, um dos objetivos estratégicos da PREVI. Nesse plano, que é de Contribuição Variável, os associados participam mais ativamente da gestão, já que podem decidir o quanto de risco querem correr ao escolher um perfil entre quatro opções diferentes: Conservador (0% no módulo renda variável); Moderado (0% a 20%); Arrojado (20% a 40%); e Agressivo (40% a 60%).

A Política de Investimentos do plano recomenda que se amplie a disseminação de projetos de Educação Previdenciária, para ajudar os participantes a identificarem seus perfis de investimento sob a ótica de longo prazo, e a tomar decisões sobre as estratégias de acumulação de reservas.

Do ponto de vista da aplicação dos recursos, a diretriz principal continua a ser a busca por rentabilidades maiores, de acordo com o apetite de risco expresso em cada perfil.

Fase de benefícios

Ao mesmo tempo, a Política de Investimentos do PREVI Futuro começa a olhar para a administração dos recursos também na fase de pagamento de benefícios. É que, pelo regulamento, o PREVI Futuro é um plano de Contribuição Definida em sua fase de acumulação. Ou seja, cada participante constitui um saldo individual que servirá de base para o cálculo do benefício.

No entanto, no momento em que esse participante se aposenta, o plano passa a funcionar como um plano de Benefício Definido, o que significa que os valores acumulados se juntam a um fundo único para o pagamento do benefício. Isso significa também que a estratégia de investimento para essa parcela de recursos deve ser diferenciada, mais parecida com os princípios que regem a estratégia do Plano 1: menos risco, mais liquidez, busca de equilíbrio entre retorno e rentabilidade.

A decisão de incluir uma estratégia específica para a fase de pagamento do benefício dentro das Políticas de Investimento 2018-2024 é uma forma de preparar a gestão dos ativos para uma nova realidade nos próximos anos, enquanto o Plano está na fase de acumulação. Hoje, são mais de 85 mil participantes ativos no PREVI Futuro, e pouco mais de 1,5 mil aposentados e pensionistas. Mas a tendência é que o número de beneficiários aumente nos próximos anos, à medida que mais associados atinjam condições para a aposentadoria.

Limites de alocação por segmento no PREVI Futuro
Limites de renda variável nos Perfis de Investimento

Mais Vistos

INDEX

Fale com a Redação