• Notícias e Publicações
  • Sala de Imprensa
  • Fale Conosco
  • Ouvidoria
  • Recadastramento
  • Previ in English

Sala do Participante

Artes

17/04/2019

Maria da Paz Farias de Oliveira Melo

Fale resumidamente sobre você: onde nasceu, onde vive, sua carreira no Banco do Brasil, se é aposentado ou ainda trabalha e outros fatos que deseja destacar.

Nasci no ano de 1963 em Montanhas (RN), e resido em Curitiba desde 1996. Graduada em Serviço Social pela UERN. Cursei desenho e pintura em curso de extensão pelo NAC - Faculdade de Artes da UFRN em 1984 e violão clássico na Escola de Música também da UFRN em Natal (RN). Trabalhei na Petrobrás em Mossoró (RN). Aposentada pelo Banco do Brasil, onde iniciei a carreira em 1986, em Araruna (PB), depois Mossoró (RN), S. José dos Pinhais (PR), João Pessoa (PB), Ilhéus (BA) e Curitiba(PR) onde me aposentei pelo BB em 2016.

Por que as artes plásticas? Como você começou?

Desde criança gosto de pintura e artes, fiz a primeira tela por inspiração: vi um cavalo muito bonito e quis pintar. Saí, comprei tintas, tela e pincéis e pintei o que me inspirou naquele momento. Nessa tela não usei óleo de linhaça, terebintina ou outro material qualquer além da tinta, pois nunca tive aula de pintura até aquele dia.

Quais as inspirações para seu estilo e trabalhos? Você se inspira em outros artistas?

Me inspiro nas cores, mas essencialmente em minhas experiências, tenho trabalhos em impressionismo e acadêmico. As cores falam por si. Monet e Van Gogh me inspiram, como também Anita Malfatti, gosto de seus trabalhos.

Para realizar seus trabalhos, quais assuntos e temas mais despertam seu interesse? Por quê?

As marinhas são temas que me interessam bastante, por ter vivido infância e adolescência em Natal/RN cidade litorânea, quando pinto o mar, mergulho de certa forma no que chamam de subconsciente.

Quais as técnicas de que mais gosta? Quais você utiliza em seus trabalhos?

Gosto de pintar óleo sobre tela e óleo sobre canson, em espátula e pincel.

Como faz para se aprimorar? Já fez ou faz cursos? É autodidata?

Iniciei como autodidata, meus dois primeiros quadros foram feitos por mim sem orientação de professores ou cursos, apenas pela minha própria técnica e percepção. Fiz curso de artes plásticas no NAC da UFRN (extensão), com artistas paranaenses em Curitiba e São José dos Pinhais, com o artista plástico mineiro Marcos Costerus. Atualmente curso Acrílica sobre tela e Fotografia na Casa Museu Alfredo Andersen em Curitiba.

Recomenda a outros colegas que se dediquem a esse tipo de atividade? Por quê?

Recomendo a pintura como forma de expressão do que há de belo na percepção do homem, que são as cores, na pintura o objetivo e concentração no trabalho que se está executando dá movimento e dinamismo à vida.

Já realizou exposições? Cite alguns lugares? Pretende fazer novas?

Individual no prédio Justiça Federal em Natal/RN (2005) Coletiva no Hotel Bourbon D. Ricardo em S. José dos Pinhais/PR, com venda de quadro (2001) e Pça do Verbo Divino também em S. J. Pinhais/PR (2002). Publicação de quaro documental no site http://www.estacoesferroviarias.com.br/rgn/montanhas.htm como catálogo histórico, visto que a estação ferroviária da cidade infelizmente foi demolida.

Como ter acesso a suas obras, seja para apreciar ou adquirir algum trabalho seu?

Acessando o site http://www.estacoesferroviarias.com.br/rgn/montanhas.htm como catálogo histórico, Instagram: @farias.dapaz (Galeria da Paz) e pelo e-mail: dapazfo@gmail.com