Sala do Participante

Artes

08/01/2013

Haroldo Martins Viegas

Participante da PREVI encontra na luz fonte de inspiração

 

 

O paulistano Haroldo Martins Viegas entrou no Banco do Brasil (BB) em novembro de 1972, onde trabalhou por 20 anos. Paralelamente à dedicação ao Banco, frequentou cursos universitários de psicologia e comunicação social. Morador do Rio de Janeiro (RJ), Haroldo fotografa desde os 15 anos de idade e é admirador de fotógrafos como Cartier-Bresson, Ansel Adams, Miguel Rio Branco.

Arte que inspira

Viegas comenta que a paixão pela fotografia surgiu, entre outras coisas, por conta do premiado filme Blow-up, escrito por Michelangelo Antonioni e Tonino Guerra. A obra narra a história do envolvimento acidental de um fotógrafo com um crime de morte e é baseado no conto Las Babas del Diablo, de Julio Cortázar.

"Inspiro-me na luz e, atualmente, uso uma singela câmera digital Panasonic DMC-F18. Com a prática, no mínimo, tenho ganhado uma maior acuidade visual e uma melhor percepção da luz", enfatiza. Suas fotos já foram expostas em Curitiba (PR), na Biblioteca Pública e, ainda, no espaço Beto Batata. No Rio de Janeiro (RJ), expôs em Santa Teresa, bairro onde a vida cultural é bastante intensa.

Planos para 2013

"Confesso que ainda estou embasbacado com a fotografia digital, pois minha formação foi feita em fotografia analógica. De qualquer forma, não descarto futuras exposições, mas não tenho nada concreto ainda. De alguns anos para cá, tenho me dedicado a manipular digitalmente minhas próprias fotos".

Quem quiser conhecer o portfólio do aposentado é só entrar no blog administrado por ele: www.haroldoviegas.tk . Para entrar em contato com o Haroldo, escreva para agaviegas@gmail.com .

 

 

 


 

Galeria de fotos