Sala do Participante

Artes

13/04/2010

Jane Bitarelo

Paciência adquirida no BB está presente na arte de bancária do Rio Grande do Sul

 

A gaúcha de São Leopoldo Jane Bitarelo, funcionária da Regional de Segurança de Porto Alegre (RS), sempre teve a presença da fotografia em sua vida. De maneira despropositada, Jane, que tem 22 anos de Banco do Brasil, registrava os momentos de sua vida. "Sempre tive uma máquina fotográfica que me acompanhava em viagens, férias, momentos marcantes, etc", conta. O objetivo sempre foi ter recordações dessas ocasiões. Mas em 2008, ao ter uma foto selecionada para 15º Banco de Talentos da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Jane descobriu que poderia ter talento para fotografia.

Ao fazer os registros com sua câmera, a bancária não se prende a um tema. "Gosto de fotografar todos os momentos. Prefiro fotografar situações em que as pessoas estejam presentes", comenta. Por isso, a fotógrafa acredita que paciência é tudo nessa arte. E nessa hora, Jane se faz valer da sua experiência profissional. "Sou bancária e entendo que a paciência é importante em qualquer carreira para ter sucesso na profissão. Paciência é uma virtude", afirma.

Qual o valor da fotografia para a sua vida?
A fotografia me dá prazer. Fico feliz quando estou com minha máquina na mão. Esqueço de tudo e me concentro nos momentos que estou eternizando. Minha máquina não é profissional. Talvez um dia compre uma, mas, por enquanto, estou muito bem com uma amadora. Sempre faço muitas fotos quando estou de férias e em viagens. É difícil explicar em palavras a sensação que tenho em clicar, mas posso garantir que é um momento em que estou bem, me sentindo feliz e em paz.

Como foram as experiências de expor seu trabalho?
Em 2008, tive a foto "Contemplação" selecionada para o 15º Banco de Talentos da Febraban, exposta no Citibank Hall, em São Paulo (SP). Em 2009, a foto "Arte de fazer arte" foi selecionada para exposição no II Fórum de Interlocução do Imaginário " Instantes Urbanos, no Centro Cultural CEEE Érico Veríssimo, em Porto Alegre. Nos dois momentos fiquei muito feliz, pois não sou profissional da área e, se fui selecionada, é porque tenho um dom que nem sabia que tinha.

Quais os seus planos para a fotografia?
Não sei se serei uma boa fotógrafa quando me aposentar, mas é uma das atividades que pretendo desenvolver. Terei mais tempo para me dedicar à leitura sobre o assunto, buscar cursos que possam me transmitir técnicas visando um melhor aproveitamento e qualidade nas fotografias, bem como para praticar mais.

Contato com a fotógrafa através do e-mail  bitarelo@bb.com.br.

Galeria de fotos