Sala do Participante

Artes

28/03/2013

Milton Moraes Junior

Além de dar aulas, Milton fotografa ensaios pessoais e de família, eventos e faz fotos profissionais para empresários de arquitetura e gastronomia. Recentemente, um ano e meio após a aposentadoria, publicou seu primeiro livro. "Câmera Digital Amadora é voltado para ensinar a fazer melhores fotos a quem tem câmeras básicas", relata

 

Nascido em São Paulo (SP), Milton Moraes Junior sempre trabalhou na área tecnológica do Banco do Brasil (BB). Depois de atuar por dez anos em Salvador (BA), onde iniciou a atividade no Centro de Processamento de Dados (Cesec), ele passou 21 anos em Brasília (DF), onde vive até hoje. Atualmente, se dedica a uma nova atividade: a fotografia.

No BB, ocupou cargos de assistente de supervisão até gerente de divisão. Aposentado desde 2011, agora se dedica totalmente às lentes, flashes e cliques. Além de atuar como fotógrafo, também é professor. "Estou no melhor dos mundos: minha atividade profissional hoje me dá tanto prazer quanto um hobby ", diz.

Além das aulas, Milton atua principalmente fotografando ensaios pessoais e de família, assim como eventos. Também realiza fotografias profissionais para empresários de arquitetura e gastronomia. Para poder desempenhar melhor as atividades, ele abriu uma empresa individual, com sede própria, e que funciona como estúdio, escola e escritório.

Fotografia é parte da vida

O participante conta que quando chegou a Salvador ganhou uma câmera. A partir daí, começou a fotografar viagens e festas com amigos. O talento fez com que começasse a ser chamado para fotografar outras pessoas e ministrar cursos. "Quando percebi, a fotografia tinha deixado de ser um agregado de viagem para ser parte importante de minha vida", lembra.

Após realizar cursos particulares, foi chamado para dar aulas nas Faculdades Integradas UPIS, em Brasília. Em seguida, decidiu montar a escola, com uma metodologia baseada em uma relação de proximidade com os alunos (cada turma tem no máximo seis pessoas). "Além disso, nesse um ano e meio pós-aposentadoria, já publiquei meu primeiro livro sobre fotografia, voltado para ensinar a fazer melhores fotos a quem tem câmeras básicas", relata. O livro, intitulado "Câmera Digital Amadora", foi publicado pela Editora Kiron e está disponível para venda.



Consegue traçar paralelos ou comparações entre suas atividades no BB e na fotografia?
Posso dizer que em 31 anos na área de desenvolvimento de soluções tecnológicas no BB e especialmente no relacionamento dessa área com os gestores de negócio, o que eu trouxe para a fotografia é a habilidade de entender exatamente o que o cliente deseja, o que o aluno quer aprender e me expressar. Seja através de fotografias, seja por meio de uma aula para atingir essas expectativas de clientes e alunos.

Seu trabalho é inspirado em outros fotógrafos? Quais?
Evoluir na fotografia passa por muita observação do trabalho de outros fotógrafos e os grandes criadores de imagens são inspiração fundamental: Henri Cartier-Bresson, Robert Capa, Ansel Adams, Richard Avedon, Helmut Newton, Diane Arbus, Annie Leibovitz, dentre outros.

Quem quiser saber mais sobre o trabalho de Milton pode entrar em contato através do site www.miltonmoraesjr.com.br . O livro "Câmera Digital Amadora" está disponível para venda em www.editorakiron.com.br .

Galeria de fotos