Sala do Participante

Roberto Palmer

27/08/2014

Roberto Palmer

 
Recife, Salvador, Fortaleza, Fernando de Noronha, Arraial do Cabo, San Andres (Colômbia), Kona (Havaí), Indonésia, Saint André e Bonaire, e muito mais. A lista de lugares onde Roberto Palmer já mergulhou para fotografar é extensa e, se depender dele, vai crescer ainda mais.
 
Palmer é participante da PREVI. Depois de mais de 20 anos atuando na Diretoria de Logística do Banco do Brasil, se aposentou e continua a trabalhar como consultor de qualidade, mas também dedica boa parte de seu tempo à fotografia.
 
Entre os grandes destaques estão as fotos submarinas. Palmer afirma que o fundo do mar é um bom ambiente para exercitar a arte, pois tem animais e cenários extremamente interessantes. Além disso, é um espaço que a maioria das pessoas desconhecem. O fotógrafo explica que as plataformas digitais são boas opções para divulgação do trabalho fotográfico, pois têm grande alcance em todas as partes do mundo. 
 
Você está totalmente dedicado à fotografia, atualmente?
Não. Sou consultor na área de qualidade, pois trabalhei 25 anos no laboratório de controle de qualidade do BB. A fotografia é um hobby, mas já está partindo para um lado mais profissional.
 
Seu trabalho é inspirado em outros fotógrafos? Quais? 
Gosto muito do trabalho do Sebastião Salgado, da Denise Greco, do Laercio Horta, do Luciano Candisani e do Marcelo Krause.
 
Para conhecer melhor o trabalho de Roberto Palmer, entre em contato por e-mail palmer@uol.com.br ou acesse o site www.pbase.com/r_palmer.
 

Galeria de fotos