Sala do Participante

Voluntariado

11/07/2012

Alexandre Toscano

O funcionário do Banco do Brasil (BB) Alexandre Toscano de Oliveira e Souza, conhecido pelos colegas como Tosca, além de trabalhar como escriturário na Agência Rua Paraíba, na cidade de Belo Horizonte (MG), é voluntário desde 2010 da Brigada 1.

"Eu tinha largado o meu emprego anterior para focar nos estudos, visando o concurso do BB. Meu irmão teve acesso às informações sobre a Brigada 1 e do curso de Combate a Incêndios Florestais. Como sempre fui muito ligado à área ambiental, sempre fizemos caminhadas e durante as férias procurava estar em contato com a natureza, ele achou que seria interessante fazer o curso e me dedicar à atividade. Apostei na ideia e fui lá", conta o funcionário.

A Brigada 1, segundo Tosca, é uma entidade civil sem fins lucrativos que existe desde 2003 e, por meio da colaboração dos voluntários, tem como objetivo contribuir para a redução dos impactos ambientais gerados pelos incêndios florestais. A instituição tem atuação na região metropolitana de Belo Horizonte. Hoje, são mais de cem voluntários treinados e aptos ao emprego imediato nas atividades de prevenção e combate aos incêndios. Anualmente são formadas novas turmas de voluntários, normalmente no mês julho, período que antecede a temporada de incêndios que vai de julho a outubro.

"São quatro dias de curso. No primeiro final de semana temos aulas teóricas. No segundo encontro há a realização de um incêndio controlado para podermos praticar o que foi ensinado e uma caminhada para sabermos como nos deslocar em meio ao mato e florestas durante um incêndio. O curso pode ser feito por homens e mulheres com mais de 18 anos e com boa saúde", afirma.

Quantos incêndios você já foi solicitado para apagar e qual foi a experiência mais marcante?
Já foram uns dez incêndios. Sem dúvida, o incêndio do Parque das Mangabeiras (2011) foi o mais marcante, pois é um local importante de BH, dentro do espaço urbano e que tenho contato diariamente. Há uma ligação pessoal na condição de morador da cidade. Mas os incêndios do Parque Estadual Serra do Rola Moça são também emblemáticos pela extensão e gravidade, pois a Serra é um dos mananciais de captação de água para a região metropolitana de Belo Horizonte.

Como funciona na prática? Como sabe que está ocorrendo um incêndio?
A Brigada 1, por meio de seu presidente, recebe ligações da comunidade, órgãos do governo estadual e municipal avisando sobre um incêndio. A Brigada 1 tem grupos distribuídos por regiões. Os grupos são acionados por meio de seus "cabeças". É um modo ágil e barato de combate. No meu caso, devido ao trabalho no BB, posso ajudar à noite e durante os finais de semana. Somos protegidos pelos equipamentos de proteção individual.

Qual o prazer em ser voluntário, visto que há um risco na atividade?
A grande recompensa é ajudar na preservação da natureza, dividir as responsabilidades com os colegas formados durante o curso. Há um grande espírito de coletividade e amizade. A motivação é o resultado, o incêndio combatido.

Quem quiser saber mais sobre o trabalho do funcionário pode assistir ao vídeo http://www.youtube.com/watch?v=vTQaJGl-79M, que mostra o trabalho dos voluntários.

Galeria de fotos