Sala do Participante

Voluntariado

14/08/2009

Casimiro Nunes

Casimiro Nunes "arregaçou as mangas" para ajudar a melhorar a educação escolar de crianças carentes do bairro de Jardim Paraíso, em Joinville (SC). Em 2000, o aposentado do Banco do Brasil fundou o Grupo de Assistência Social do Paraíso (GASP) , uma Organização Não Governamental (ONG), com recursos próprios, que atende meninos e meninas pobres de três a seis anos. A escola é a única que atende gratuitamente a meninada carente do município. Desde a fundação da entidade, cerca de 100 meninos e meninas foram beneficiados. "As crianças têm acesso à educação escolar e também recebem alimentação. Fornecemos ainda todo o material usado pelos pequenos durante o ano letivo. Damos o uniforme, calçado, cadernos e até a mochila", afirma.



O aposentado conta como é a realidade da comunidade beneficiada. "As crianças são provenientes de famílias em situação de vulnerabilidade social. Se esses meninos não estivessem no Grupo de Assistência Social do Paraíso, fatalmente estariam na rua, sujeitos assim a todo tipo de abordagem. E mais, com o atendimento as essas crianças, os pais têm mais liberdade e segurança para trabalhar e buscar o sustento para as famílias", diz.

Para manter as atividades, a entidade recebe doações da população e de comerciantes da região. "Também temos um convênio com a prefeitura municipal. Essa contribuição é que nos garante uma ajuda mensal para custear as despesas da contratação de duas merendeiras, três auxiliares de classe e uma assistente técnica pedagógica", informa Nunes.

O Grupo criado pelo aposentado tem o apoio de voluntários da comunidade. "Essa participação é muito importante. Eles promovem atividades como leitura de histórias para a criançada", conta, acrescentando que o GASP realiza campanha para sensibilizar médicos e odontologistas locais para oferecerem esse tipo de atendimento à meninada. "Muitas crianças só tem esse serviço dentro da organização", fala.

Mais resultados

Em 2003, a ONG criada por Nunes foi reconhecida como utilidade pública pela Prefeitura Municipal de Joinville. "Esse título nos trouxe muita alegria. Temos uma enorme satisfação em saber que estamos no caminho certo para atender cada vez mais crianças", diz.

Para concretizar o desejo de fundar a escola, Nunes teve o apoio da esposa Maria Leonor Silva Nunes, professora de educação infantil, e de amigos que compartilhavam o mesmo sonho. "Doar proporciona muito mais a quem faz do que a quem recebe. Estou muito feliz com o resultado da nossa ação no município", avalia.

Contato com Nunes pelo e-mail: kzimaccn@gmail.com

 

Galeria de fotos