Sala do Participante

Voluntariado

21/11/2005

Fernando Neves

Promover ações sustentáveis, envolver os funcionários do Banco do Brasil com a causa do voluntariado e mudar a realidade de comunidades pobres do Paraná são os objetivos do Conselho Operativo do Programa Fome Zero (COPO), da Gerência de Logística (GEREL) do Banco do Brasil do Paraná, localizada em Curitiba. "O conselho coordena a logística de atuação e a mobilização dos funcionários das agências, unidades e dos comitês de cidadania do Banco do Brasil em cada estado. Cabe aos COPOs, criados em 2003, organizar as formas locais de implementação das ações da instituição", acrescenta Fernando Neves, 49 anos. Por seu envolvimento com projetos de voluntariado, Neves, que por 20 anos trabalhou em agências do Banco do Brasil e há três integra a GEREL, foi escolhido pelo Banco do Brasil, em 2003, para representar o COPO do Paraná. .

A principal linha de atuação do COPO paranaense, desde 2004, é o Programa de Inclusão Digital do Banco do Brasil. Através do projeto, o conselho implanta, geralmente em parceria com o governo do Estado, prefeituras e entidades sem fins lucrativos, telecentros comunitários em comunidades carentes.

A idéia é que os telecentros sejam espaços voltados para a democratização do acesso à internet, informações e cursos de informática. "Estudantes dos ensinos médio e fundamental são a maioria dos freqüentadores dos telecentros. Eles utilizam os recursos para desenvolver trabalhos escolares, fazer pesquisas e conversar pela internet", informa.

"No Paraná, temos aproximadamente 100 telecentros localizados nos 30 municípios com os mais baixos Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do Estado. Neste ano, estamos envolvidos com a capacitação de monitores, visitas aos telecentros e articulação com parceiros para agregar valor a esses espaços, criando alternativas de geração de emprego e renda e desenvolvimento de atividades culturais", afirma.

Neves conta que o Conselho do Paraná foi o primeiro COPO a formar parceria com o Instituto Gaudium de Proteção a Vida, que está permitindo a implantação de cursos a distância, desde a capacitação profissional via internet até a graduação. Temos telesalas funcionando em 14 telecentros e as primeiras turmas começaram a ter aulas em março de 2006", diz. De acordo com ele, cerca de 1.120 alunos - a maioria pessoas com mais de 30 anos - participam dos cursos oferecidos nas salas dos telecentros.

Mais informações sobre o COPO do Paraná pelo telefone (41) 3321-2066 ou pelo e-mail gerel.curitiba.pr@bb.com.br.

 

Galeria de fotos