Sala do Participante

Voluntariado

10/09/2009

Leonir Zulianello

Crianças carentes da cidade de Lajes, Santa Catarina, podem contar com o zelo da aposentada do Banco do Brasil, desde 2000, Leonir Zulianello. Ela dedica seu tempo, como voluntária, contribuindo com a educação e a qualidade de vida dos meninos e meninas da Associação Lageana de Assistência aos Menores (ALAM), existente há 56 anos. No ano de 2007, a Organização Não Governamental (ONG) iniciou uma Orquestra Sinfônica e o Coral Sol, complementando a educação de jovens da comunidade. "Os resultados tanto na Orquestra quanto no Coral são crianças e adolescentes mais ativos. Certificando que a música torna as pessoas mais criativas, corajosas e felizes", comemora Zulianello.

A música na ONG

Para dar início a Orquesta e o Coral Sol o apoio da comunidade foi fundamental. "Como não tínhamos recursos, a solução foi aumentar a reciclagem de lixo, atividade praticada desde 1999. As famílias das crianças e a população Lajeana contribuíram para vender o material reciclado", conta a Leonir. Após seis meses de muito esforço, a aposentada conta que adquiriu 11 violinos, o primeiro passo para começar as aulas. Com tanta procura e pouco material, Zulianello pediu auxílio para a Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (ANABB). Conseguiu mais 17 instrumentos. Apesar das dificuldades, a ALAM tem 40 alunos entre a Orquesta Sinfônica e o Coral Sol e lançou até um DVD.

Os resultados da instituição

Além das aulas de música, a organização ALAM oferece cursos de reforço escolar, dança e até aprendizado de xadrez. "São beneficiados diretamente, pelas atividades da ALAM, 120 crianças e adolescentes, através do Clube de Mães, Escola de Pais do Brasil e também por práticas esportivas na quadra de esportes da Instituição", ressalta Léo.

Atrás de toda essa história de dedicação, a aposenta fala de uma figura importantíssima, segundo ela, o voluntário. "Tem sido fundamental para o desenvolvimento de muitas organizações. Hoje, mais do que nunca, é extremamente necessário para suprir a falta do Estado", ressalta.

No site www.alamlages.org.br você pode conhecer a Instituição e todas as atividades que realizadas.

Galeria de fotos