Sala do Participante

Voluntariado

01/10/2009

Rita de Cássia Brisola

Rita de Cássia Brisola é um exemplo de dedicação e entrega ao trabalho voluntário. A aposentada, que ingressou no Banco do Brasil no primeiro concurso que admitiu mulheres, em 1971, passou a dedicar a ajudar quem necessita, quando encerrou a atividade em 1996. Atualmente, Rita é a vice-presidente do Grupo de Evangelização e Apoio aos Portadores da Aids (Geapa), localizado em Itapetininga (SP). Em abril, a entidade completou 10 anos de trabalhos voluntários.

De acordo com a vice-presidente, o Geapa tem o objetivo de prestar apoio material e espiritual a pessoas portadoras do vírus da Aids. "Quando eles se defrontam com esse diagnóstico tão difícil, passam a ter que conviver com todos os problemas que decorrem desta doença, como preconceito, desemprego entre outras situações", afirma Rita.

A aposentada conta que 66 famílias com pelo menos um portador do vírus HIV estão cadastradas no Grupo. Rita diz que há casos em que o casal é soropositivo e situações de crianças com a enfermidade. "O grupo familiar perfaz um total de aproximadamente 180 beneficiados pela nossa atuação. O número de pessoas que nos procura tem aumentado a cada dia", observa Rita.

Ao ingressar no Geapa, Rita também fazia parte da Pastoral do Enfermo e trabalhava como voluntária no único hospital de Itapetininga. No entanto, ela deixou a função em 2006 para se dedicar exclusivamente ao Grupo. "Participando da instituição desde 2001, pude acompanhar as maiores dificuldades da época, que ainda eram conseguir uma sede própria e um automóvel, recursos que já possuímos hoje", lembra.

Rotina e parcerias

Rita explica como é o trabalho dos voluntários do Geapa. Segundo ela, duplas visitam as residências das famílias e fazem um relatório de acompanhamento, cujo objetivo principal é incentivar os pacientes a seguirem com o tratamento médico. "Pedimos para que os enfermos não faltem aos exames, por exemplo. Além disso, atuamos como confidentes em seus problemas cotidianos junto a familiares, aconselhando e apoiando na parte espiritual e material", informa Rita.

O Grupo conta com parcerias importantes para desenvolver as atividades. A Prefeitura Municipal de Itapetininga, por meio do Fundo de Solidariedade, doa mensalmente 60 cestas básicas. Através da Cooperativa dos Pequenos Produtores de Itapetininga e Região (COPPRIR), as famílias recebem 1 litro de leite diário, queijo, doce de leite e mel durante seis meses ao ano.

Para mais informações sobre o Geapa, entre em contato pelo telefone (15) 3234-2561 ou pelo e-mail da vice-presidente:rcravacci@uol.com.br .

Galeria de fotos