Sala do Participante

Voluntariado

20/08/2013

Taís Vasconcelos Rivetti Queiroz

A aposentada Taís Vasconcelos Rivetti Queiroz promove ações de voluntariado em Minas Gerais

Em 2008, os 200 anos do Banco do Brasil (BB) foram comemorados de uma maneira diferente na cidade de Santa Bárbara (MG). Junto com a equipe da sua agência, a funcionária Taís Vasconcelos Rivetti Queiroz decidiu conseguir 200 doadores de sangue para a Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia de Minas Gerais (Hemominas) " meta que foi cumprida com louvor pelos colaboradores. Desde então, a ação virou rotina e continua a ser realizada semestralmente.

A ação de doação

Taís conta que combinou a coleta externa com o Hemominas para um fim de semana e a meta foi facilmente alcançada. O resultado final foi de 200 doadores cadastrados no banco de medula. "Então, eu e uma amiga combinamos com essa equipe que faríamos duas coletas por ano, com a ajuda da prefeitura", diz.

A ligação da aposentada com a saúde é grande. Ela trabalhou como farmacêutica na prefeitura e na Santa Casa, onde agora é presidente voluntária. "Tenho muito amor por essa prática da saúde", explica.

Segundo Taís, a ajuda vem de todos os lados. A Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza ambulância, caso algum doador se sinta mal, além de um carro para levar as doações para Belo Horizonte (MG). Já a Secretaria de Obras coloca as faixas de divulgação em locais estratégicos para atrair doadores.

Ela também conta com a ajuda de pelo menos seis voluntários para colocar em prática essas ações de doação voluntária. Alguns são pessoas que querem estudar medicina e outras trabalham no posto de saúde. Eles ajudam a organizar os doadores e contribuem com a equipe de coleta que vem de Belo Horizonte.

No BB

A aposentada nasceu em Oliveira (MG) e estudou Farmácia e Bioquímica na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Há 26 anos chegou a Santa Bárbara e nunca mais deixou a cidade. "Já me sinto santa-barbarense", conta. Foi lá que ela foi empossada no BB e trabalhou 18 anos como caixa da agência. Por seis anos foi gerente.

Para você, qual é a importância de desenvolver ações de voluntariado?

Sou voluntária em várias áreas, inclusive sou presidente da Santa Casa Nossa Senhora das Mercês. O importante é fazer para divulgar e multiplicar, para que outras pessoas vejam nosso exemplo e pensem em fazer novas ações em suas cidades.

De que forma o voluntariado contribui para a sociedade?

Primeiro, acho que ele faz um bem para a gente mesmo, porque me sinto útil para alguma coisa e vejo que estou fazendo um bem enorme. Sinto-me lisonjeada por poder ser voluntária. Para a comunidade, é muito importante. Temos muitos acidentes e o sangue é muito necessário. É um caminho de mão dupla, faz bem para mim, para a população, para o Hemominas e ainda salva vidas.

Quer saber mais sobre o trabalho de Taís e como incentivar a doação de sangue em sua cidade? Mande um email para taisrivetti@gmail.com.

 

Galeria de fotos