Sala do Participante

Voluntariado

14/01/2010

Thaciana Helena Pereira

O sorriso e o olhar das crianças conquistaram a jovem Thaciana Helena Pereira, funcionária da agência Valparaíso, em Goiás, quando ela participou do Dia de Sonho, um dos projetos da ONG Sonhar Acordado, em Brasília. A entidade, criada em Monterrey, no México, em 1998, com o nome de Soñar Despierto, está presente em dez cidades brasileiras. Esse primeiro contato foi em maio de 2007 e desde então Thaciana se tornou uma voluntária cada vez mais comprometida. A funcionária do Banco do Brasil, que no final de 2009 conclui o curso de Economia na Universidade de Brasília (UnB), é coordenadora do projeto Sonhando Juntos.

O Sonhar Acordado atende crianças e adolescentes de orfanatos e creches ou que estejam em hospitais. Thaciana conta como é a realidade dessa garotada. "São crianças que foram abandonadas pelos responsáveis ou sofreram algum tipo de violência na família. Buscamos estimular nos voluntários uma verdadeira consciência social, por meio de ações positivas em favor dessas crianças, para que elas aprendam e possam colocar em prática os verdadeiros valores que a sociedade precisa, como honestidade, amizade, responsabilidade e outros", fala.

Thaciana conta que a ONG se preocupa em despertar na garotada a importância dos estudos. "Queremos que elas se sintam motivadas, de forma que não percam a esperança, pois é possível sonhar acordado", emenda. Já com as crianças que estão nos hospitais, o motivo principal da atuação é proporcionar alegria. "Fazemos brincadeiras para que elas possam esquecer esse momento pelo qual estão passando", explica a voluntária.

Sonhando Junto

O projeto que a funcionária do BB coordena é voltado para crianças e adolescentes com problemas de saúde. "O objetivo do Sonhando Juntos é realizar os sonhos desses pacientes que estejam em fase terminal ou possuem alguma doença crônica", explica, acrescentando que a equipe descobre os desejos desses meninos e meninas com muito cuidado para fazer uma grande surpresa. "Desvendamos o sonho da criança sem que ela saiba que iremos realizá-lo", enfatiza.

Um sorriso como recompensa

A experiência com o voluntariado enche Thaciana de orgulho e satisfação, tanto que ela se tornou uma entusiasta desse tipo de iniciativa. "O trabalho voluntário desperta uma consciência social nas pessoas, de maneira que elas pensem nos outros com muito carinho", avalia. O resultado dessa dedicação, segundo ela, é a vontade de fazer sempre mais. "Basta começar o trabalho voluntário para não querer parar. A primeira experiência é inesquecível. O olhar de uma criança agradecendo por você estar ali para brincar e ficar um momento com ela é uma sensação fantástica", finaliza.

Mais informações no  site  do Sonhar Acordado ou na  página  da sede da entidade em Brasília.

Galeria de fotos