Sala do Participante

Voluntariado

15/05/2011

Willes da Silva


Participante da PREVI alcança seu sonho e lança obra sobre cidadania

Willes da Silva é aposentado do Banco do Brasil e um exemplo para todos. Sua trajetória de vida para muitos poderia ser motivo para não acreditar em um futuro digno. Porém, é um retrato vivo de que investir em educação e perseverar gera resultados positivos. A questão da cidadania para ele é fundamental para o pleno desenvolvimento do ser humano, por isso, há décadas se dedica ao voluntariado.

Dura realidade
Antes de nascer, Willes foi abandonado pelo pai. Sua mãe o deixou com um ano e meio de idade. Foi adotado aos dois anos. Com aproximadamente sete anos sua mãe biológica retorna e o retira da sua família adotiva. Como sofria violência vinda do padrasto, fugiu várias vezes de casa, até que um juiz da infância e juventude o colocou para morar em abrigo por questão de segurança. Passou por diversas instituições para menores até completar 18 anos, quando serviu o exército. Depois da experiência militar sentiu necessidade de conhecer o pai biológico, mas o aposentado comenta que não deu muito certo morar com ele.

Registro e conhecimento
Com tamanha vivência e força de vontade, o aposentado escreveu o livro chamado "Cidadania " O Direito de Ser Feliz " Iguais e Desiguais, até Quando?". A primeira edição foi independente. Já a segunda saiu pela editora Scortecci. Uma terceira foi produzida pela editora Biblioteca 24x7. Willes, depois de aposentado, decidiu fazer uma nova formação, agora, em psicanálise.

"Realizo um trabalho com conteúdo motivacional junto a dependentes químicos em recuperação na Associação Comunitária de Recuperação Novo Caminho aqui em Varginha (MG). Estou produzindo um novo livro que fala sobre autoestima e deve ficar pronto até agosto. Todos os projetos têm como centro o resgate da autoestima e da cidadania", comenta o aposentado.

E xperiência
Até se encontrar, rodou por várias cidades do país como Rio de Janeiro (RJ), Cachoeiro de Itapemirim (ES), Ponta Grossa (PR), Vitória (ES), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Manaus (AM) entre outras. Toda a andança fez parte da busca por empregos e oportunidades.

Apesar dos percalços da vida, não desistiu dos seus sonhos. Em 1978, entrou para Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) para cursar filosofia, mas acabou optando pelo direito, curso no qual se formou. Logo depois, já casado, sua esposa na ocasião passou em um concurso público da Receita Federal sendo designada para Manaus e Willes a acompanhou. Foi lá que prestou concurso para o BB, indo trabalhar e residir em Tabatinga, em 1981. Transferido para Varginha em 1983, onde ainda reside, trabalhou no Antigo Centro de Processamento de Dados do Banco do Brasil (Cesec) e na agência de Varginha. Foi também advogado trabalhista.

 

 



O que te motivou a escrever o livro?
As pessoas precisam ser cidadãs por inteiro e não apenas um número nas estatísticas. É possível alcançar a cidadania de verdade, com conhecimento e participação. O importante, independentemente da situação vivida, é ter noção de que cada um de nós é responsável pela sua própria vida. Fazer-se de vítima não adianta nada! Cada um é responsável pelo seu sucesso e é isso que quis relatar no meu primeiro livro. Tanto é que tem um capítulo onde narro a minha trajetória para instituir-me cidadão.

Você tem uma experiência grande como voluntário. Conte-nos um pouco.
Desde 1988 me envolvo com a questão do voluntariado. Sempre quis compartilhar meus conhecimentos e vivências. Trabalhei com movimentos comunitários em Varginha, onde resido há mais de 15 anos. Cheguei a presidir o órgão que coordenava todos os conselhos comunitários urbanos e rurais por oito anos, mas deixei o cargo de presidente para abrir espaço a novas lideranças, mas sigo como voluntário e levando minha experiência aos outros. Minha mãe (adotiva) sempre me incentivou a estudar, mesmo sendo uma pessoa muito simples, e minha meta sempre foi estudar em uma universidade e realizei meu sonho. Então, transmitir conhecimento é algo muito prazeroso. Hoje faço palestras motivacionais sobre diversos temas comportamentais, além de cidadania, educação e meio ambiente.

Para quem deseja falar diretamente com Willes, conversar sobre voluntariado e suas obras ou ainda se informar sobre as palestras, pode escrever para wilesterapeuta@bol.com.br ou ligar no (35) 3212.5653. Willes ainda tem um site http://www.viverconsciente.com.br/ que fala do mundo sob uma ótica holística e apresenta artigos. Vale conferir.

 

 

Galeria de fotos