• Notícias e Publicações
  • Sala de Imprensa
  • Fale Conosco
  • Ouvidoria
  • Recadastramento
  • Previ in English

Soluções para Você

Perguntas frequentes

  • •
  • •Já enviei o Termo de Adesão. Quando poderei renovar/contratar um novo empréstimo?

    Todos os Termos de Adesão preenchidos corretamente são gravados em até três dias úteis, a partir da data do recebimento na PREVI. A possibilidade de contratação/renovação do empréstimo ocorrerá após o registro do Termo na PREVI.
  • •Como funciona a atual metodologia de prazo Atuarial?

    O prazo mínimo continua a ser de 12 meses. O prazo máximo para participantes com idade até 77 anos é de 120 meses. Entre 77 e 83 anos, o prazo decresce a cada mês. Por exemplo, um mutuário com idade de 77 anos e 1 mês terá prazo máximo do Empréstimo Simples de 119 meses. Passado mais um mês, o prazo irá diminuir para 118 meses e assim sucessivamente.

     

    Para mutuários a partir de 84 anos, o prazo máximo será de 36 meses. Confira na tabela de prazos a quantidade máxima de prestações disponíveis, de acordo com as faixas etárias, considerando a idade completa do mutuário na data do seu aniversário.

  • •Contratei um empréstimo hoje. Posso cancelar a operação?

    O cancelamento do empréstimo deve ser efetuado pelo Autoatendimento aqui do site até às 15h de dois dias úteis antes da data programada para o crédito.

     

    Atenção: Caso a sua conta corrente tenha sido alterada entre a data do crédito do empréstimo e a data do cancelamento, o débito será enviado para a conta nova.

     

  • •Como liquidar/amortizar o Empréstimo Simples?

    A liquidação / amortização deverá ser solicitada no Autoatendimento aqui do site, opção Empréstimo Simples. O valor será debitado automaticamente da conta corrente do mutuário ou pago por boleto de cobrança.

     

    Quando o mutuário solicitar uma amortização no saldo devedor de seu empréstimo e desejar posterior liquidação, é necessário aguardar a sensibilização desse valor em seu extrato para obter o valor correto de liquidação.
     

  • •Existe valor mínimo para efetuar uma amortização?

    Não.

     

  • •Efetuei uma liquidação / amortização hoje. Posso cancelar a operação?

    As liquidações / amortizações solicitadas por débito na conta corrente dos mutuários poderão ser canceladas até o dia útil anterior à data agendada para débito. Lembre-se de que o horário limite da operação é 13h. O agendamento para pagamento por boleto bancário pode ser cancelado a qualquer momento, desde que não tenha ocorrido o pagamento do boleto.

  • •Amortizei / liquidei o empréstimo, mas o saldo está aparecendo inalterado no extrato. O que ocorre?

    A confirmação da operação no sistema da PREVI ocorrerá a partir de três dias úteis após o débito na conta do participante ou assistido.

  • •Amortizei meu empréstimo hoje. O valor das prestações vai diminuir?

    Os mutuários que amortizarem empréstimos concedidos a partir de 21/1/2015 poderão optar entre redução do valor da prestação ou redução do prazo. Caso o mutuário opte pela redução da prestação, o empréstimo poderá ter a sua prestação reduzida.

     

    Para os contratos concedidos até 20/01/2015, as amortizações extraordinárias não diminuem o valor das prestações, reduzindo, no ato da amortização, apenas o saldo devedor.

     

  • •Como contrato o Empréstimo Simples?

    A concessão, renovação e cancelamento do empréstimo podem ser solicitados pela Internet. Para que esta facilidade esteja disponível, é necessária a aceitação do Contrato de Abertura de Crédito, o preenchimento do Termo de Adesão ao Empréstimo Simples e posterior envio à PREVI/ Gerat, para o endereço Praia de Botafogo, 501 – 3º andar – Botafogo – Rio de Janeiro - RJ – CEP 22250-040.

    Atenção: o Termo de Adesão não pode ser encaminhado por fax ou digitalizado.

    Sugerimos avaliar o impacto das prestações do empréstimo simples em seu orçamento, considerando que é uma operação que pode chegar a 10 anos de prazo.

  • •Por que a prestação do empréstimo foi cobrada no meu espelho (contracheque), apesar de já estar liquidado?

    A PREVI envia para o Banco do Brasil, no início do mês, os valores das prestações que devem ser cobrados nos contracheques dos participantes.

    Estes débitos são confirmados ou não pelo Banco (a depender da capacidade de pagamento do participante) alguns dias depois.

    Nos agendamentos de liquidação antecipada ou liquidação por renovação do ES para data anterior ao dia 20, temos diferentes situações:

    1) Se a liquidação ocorrer antes da confirmação do débito da prestação na folha de pagamento do BB ou da PREVI, será cobrado o saldo devedor sem o abatimento do valor da prestação e, posteriormente, caso ele seja cobrado no contracheque, o valor será devolvido para a conta corrente do mutuário;

    2) Se a liquidação ocorrer depois da confirmação do débito na folha de pagamento, será cobrado o saldo devedor já abatido o valor da prestação do mês, que será debitada no dia 20 e, portanto, não haverá devolução.

  • •Por que foi instituída a carência?

    A carência de seis prestações mensais pagas para renovação dos empréstimos evita renovações sucessivas, em intervalos curtos, e que oneram o participante com a cobrança de taxa de administração incidente sobre o valor do empréstimo solicitado, mesmo na renovação.

  • •O que muda com a disponibilização de até 2 (duas) operações de ES Rotativo?

    A viabilidade de contratação e manutenção de até duas operações do ES Rotativo possibilita ao participante contratar créditos em períodos inferiores a 6 (seis) meses, além de renovar suas operações em meses diferentes, permitindo melhor administração de seus empréstimos, sem necessidade de redução do prazo de carência para renovação do empréstimo.

     

    Exemplo: aquele participante do Plano 1 que tenha margem para contratar ES de R$ 80 mil e contrate inicialmente R$ 30 mil, ficaria liberado para contratar outro ES de valor de até R$ 50 mil em período inferior aos 6 (seis), ou seja, não ficaria “travado” pela carência vigente.

     

    A carência de 6 (seis) prestações pagas fica valendo para cada uma das duas operações de ES Rotativo.

  • •Qual é a diferença entre o "ES-A", "ES-B", "ES-C" e o "ES-D" nas operações de ES Rotativo?

    Não há diferença. As nomenclaturas utilizadas nas modalidades de ES tem o objetivo de facilitar o controle de suas operações, permitindo uma melhor administração das dívidas, tendo em vista a possibilidade de contratação e manutenção de até quatro empréstimos rotativos.

  • •Carência - Quando posso renovar?

    Após o pagamento de seis prestações para cada operação de ES Rotativo.

  • •Entro no site, mas o botão "CONTRATAÇÃO/RENOVAÇÃO" aparece desabilitado. O que fazer?

    Você não possui o Termo de Adesão ao Empréstimo Simples cadastrado na PREVI.

    Só após o cadastramento do Termo de Adesão na PREVI, o participante ou assistido poderá operar com o empréstimo no autoatendimento do site ou no App da PREVI.

    O Termo só precisa ser preenchido na primeira concessão e terá validade permanente.

    O documento pode ser obtido no site da Previ, no caminho: Soluções para Você, Empréstimo Simples, Formulários e Serviços, Termo de Adesão.

    Após o prenchimeno, envie para a PREVI/ Gerat, para o endereço Praia de Botafogo, 501 – 3º andar – Botafogo – Rio de Janeiro - RJ – CEP 22250-040.

  • •Quero contratar / renovar o empréstimo, mas tenho prestações em atraso. Como proceder?

    Para renovar o seu empréstimo com prestações em atraso, será necessário preencher o formulário de solicitação de empréstimo e encaminhá-lo à PREVI. Neste caso, a proposta de renovação será analisada e, caso deferida, gravada pela PREVI.

  • •Liquidei meu empréstimo com recursos próprios. Quando poderei fazer uma nova solicitação?

    A confirmação da operação no sistema da PREVI é feita após a remessa do BB, que ocorre, normalmente, a partir de três dias úteis. Após esta confirmação, o site já estará disponível para novas contratações.

     

  • •Qual é a diferença no cálculo da margem do Empréstimo Simples e do Financiamento Imobiliário?

    O cálculo da margem para concessão de empréstimos e financiamentos é o mesmo, ou seja, a margem é única para os dois produtos, porém, no caso do Financiamento Imobiliário, o valor da prestação também fica limitado a 20% da renda bruta.

  • •Por que extinguiram a modalidade Série 10?

    Constamos que as operações de Empréstimo Simples da modalidade Série 10 representam número reduzido em relação ao total das operações, ou seja, poucas pessoas utilizam a modalidade Série 10.

     

    Também foi levado em consideração que as prestações da modalidade Série 10 são 23% maiores do que as da Série 12, logo, o participante pode contratar um valor maior pela modalidade Série 12, caso possua limite e margem concessão de empréstimo disponíveis.

  • •Como é feito o cálculo da margem para concessão de Empréstimo Simples?

    A margem para a concessão do Empréstimo Simples é calculada de acordo com a legislação vigente e considera as consignações da folha de pagamento, conforme abaixo:

     

    •    No caso de funcionários da ativa o cálculo da margem para concessão de empréstimo é de 30% da remuneração disponível, que corresponde à diferença entre a renda bruta e as consignações consideradas pelo Banco do Brasil, subtraídas as consignações já existentes de Empréstimo Simples e de Financiamento Imobiliário. São deduzidas, inclusive, 30% do valor das parcelas de PAS, adiantamentos do Banco do Brasil que ainda não transitaram na folha de pagamento.

    Obs: As consignações consideradas pelo Banco do Brasil podem ser consultadas na instrução interna do Banco.


    •    No caso de aposentados e pensionistas a margem para concessão de empréstimo terá o valor equivalente a 30% da remuneração disponível, que corresponde à diferença entre a renda bruta e as consignações obrigatórias. O cálculo da margem é individualizado para cada participante, e dependerá das consignações que cada um possui em sua folha de pagamento.


    •   No caso de Participantes autopatrocinados ou em licença-interesse junto ao Banco do Brasil, será considerada como margem para concessão de empréstimo o menor valor entre a margem consignável de 30% (trinta por cento) calculada sobre o salário de participação e aquela calculada sobre a renda comprovada e deduzida a contribuição à PREVI. Considera-se como renda comprovada o contracheque ou Declaração Comprobatória de Rendimentos - DECORE, em formato original ou cópia autenticada em cartório.

     

     

     

  • •Meu empréstimo foi renegociado. Como saber a quantidade de prestações restantes?

    No seu extrato evolutivo consta a data da renegociação. O novo prazo começa a contar a partir do mês seguinte à solicitação. Por exemplo, caso tenha solicitado a sua renegociação em dez/2018, o prazo da sua renegociação se inicia em janeiro/2019. O prazo da renegociação será sempre o prazo máximo do empréstimo na data da solicitação.

    Caso permaneça alguma dúvida, a PREVI disponibiliza os seguintes canais para atendimento personalizado:
    -Site: www.previ.com.br, seção Fale Conosco, opção Sou Participante
    -Central de Atendimento: 0800-729-0505.