LogoLogo
  • INICIO
  • FALE CONOSCO
  • HISTÓRICO DA REVISTA
MDN
Seu Bolso

PLANEJE SEU FUTURO AGORA

A ferramenta de simulação Meu Benefício, do app Previ, pode ajudar você a construir sua aposentadoria e a atingir seus objetivos

leia o artigo completo

 

Fator tempo

 

O terceiro fator é o tempo de contribuição. Quanto mais tempo você contribuir para o plano, mais recursos acumulará no saldo de conta. E quanto mais tempo esses recursos permanecerem investidos, maior será o efeito acumulado da rentabilidade. O Meu Benefício mostra isso claramente. Ao permitir que você simule a data da sua aposentadoria, ele calcula e apresenta os cenários possíveis para os quatro anos seguintes, e deixa claro também o efeito que mais tempo de contribuição tem no valor que você vai receber.
 

O valor do benefício é calculado não apenas com base no saldo da conta, mas também em outra projeção, a de duração do pagamento da aposentadoria. Por isso, também leve isso em conta no seu planejamento, ou seja, analise bem a idade desejada para começar a receber o benefício.

Ter um tempo de contribuição maior pode significar mais contribuições, mais rentabilidade acumulada e um cálculo mais favorável na hora de determinar o valor do benefício.

O Meu Benefício também permite simular o valor que você deseja receber ao se aposentar. Nesse caso, a ferramenta faz o caminho inverso. Em vez de você alterar as variáveis de tempo, contribuição e rentabilidade, ela usa o valor da aposentadoria como base e mostra o que você tem de fazer para chegar lá.
 

Além disso, sua simulação fica gravada na ferramenta para você acompanhar a evolução do saldo de conta em relação à meta estabelecida. Desse modo, você pode consultar o Meu Benefício para saber se precisa revisar o seu planejamento previdenciário. Afinal, como dissemos lá no início, a aposentadoria é uma corrida de longa distância. E a Previ dá as ferramentas que você precisa para cruzar a linha de chegada do jeito que você planejou.

 

A previdência complementar é uma corrida de longa distância. Especialmente quando falamos de planos como o Previ Futuro, de contribuição variável, em que o valor do benefício de aposentadoria depende do valor acumulado pelo participante em sua fase de contribuição. Por isso mesmo, para chegar ao destino desejado, você precisa saber onde pretende chegar e, muitas vezes, ajustar o rumo durante o trajeto. Neste caminho de longo prazo, conte com a Previ. Afinal, planejar o futuro é uma das nossas prerrogativas para fazer a gestão do seu benefício. Queremos estar com você, para te ajudar a fazer as melhores escolhas para construir a sua aposentadoria.

 

Qual será o valor do meu benefício? Ele atende às minhas expectativas? Com que idade desejo me aposentar? Devo esperar mais um pouco? Com que valor desejo contribuir para o plano? Essas e outras perguntas são fundamentais para esse planejamento e para os eventuais e necessários ajustes de rota que serão feitos no caminho.
 

Para ajudar os participantes do Previ Futuro a se orientarem nessa trajetória, a Previ oferece o Meu Benefício, um simulador exclusivo, que apresenta diferentes cenários de aposentadoria com base no saldo da sua conta e nas diferentes variáveis que influenciam diretamente o valor do benefício. A ferramenta, que está disponível no app da Previ, é um item indispensável para você começar a planejar hoje mesmo o seu futuro.

Três variáveis

 

Na prática, o valor da aposentadoria depende do saldo de conta do participante que, por sua vez, é influenciado por três grandes variáveis: valor de contribuição, tempo de filiação ao plano e rentabilidade acumulada dos recursos. O primeiro fator é fácil de entender. Quanto maior o valor de contribuição, mais dinheiro você acumula no seu saldo de conta.
 

Todo participante da ativa faz uma contribuição básica de 7% do salário de participação, total que é acompanhado na mesma proporção pelo patrocinador. Com o Meu Benefício, você pode simular o efeito de um aumento nessa contribuição com o aporte de recursos adicionais. Para isso, você tem duas alternativas. A primeira delas é a Contribuição Adicional, a antiga 2B.
 

A Contribuição Adicional está associada à evolução de carreira do participante e funciona com base em um sistema de pontuação individual, que dá direito a fazer contribuições extras que podem ir de 1% a 10% do salário. Quanto mais rápida for sua ascensão, maior o número de pontos, e quanto maior a sua pontuação, maior a possibilidade de contribuição. Além disso, ela é acompanhada pelo patrocinador. Ou seja, se você tem direito a contribuir com 2% do salário, o patrocinador depositará mais 2%. Logo, você ganha uma rentabilidade imediata de 100% sobre o valor que investe em sua conta de aposentadoria.
 

A pontuação individual, calculada pelo Banco do Brasil, é dinâmica e se altera com o tempo: se o associado progrediu muito rápido, pode ter uma pontuação alta. Se depois ele permanecer no mesmo patamar por muito tempo, essa pontuação tende a cair e, com ela, o volume permitido de contribuições adicionais. Em todo caso, o Meu Benefício sempre vai indicar qual é a Contribuição Adicional máxima a que você tem direito e qual que você está efetuando. Assim, você poderá saber se está perdendo alguma oportunidade de turbinar seu saldo.
 

A outra modalidade de contribuição é a Complementar, conhecida antigamente como 2C, que representa um aporte extra sem a contrapartida do patrocinador e que ajudará a impulsionar sua aposentadoria. Esse aporte pode ser feito de forma mensal ou esporádica. Na modalidade mensal, o aporte na Contribuição Complementar deve ser equivalente a, no mínimo, 2% do salário de participação, e você pode simular o efeito dessa contribuição na sua aposentadoria por meio do Meu Benefício. Nesse caso, a ferramenta permite até mesmo contratar a Contribuição Complementar diretamente pelo app.

Diversidade de perfis

 

Além do valor das contribuições, a rentabilidade é um fator importante para o crescimento do seu saldo de conta no Previ Futuro. É a rentabilidade dos investimentos que vai multiplicar o saldo em conta. Nesse caso, a simulação do Meu Benefício permite indicar qual é a sua expectativa de rentabilidade. Uma das opções para realizar uma gestão ativa do seu benefício futuro é a escolha do Perfil de Investimentos de acordo com sua estratégia previdenciária.
 

O Previ Futuro oferece sete Perfis de Investimento, distintos pela porcentagem de alocação em renda variável – Conservador (0% de alocação em renda variável), Moderado (0 a 20%), Arrojado (20 a 40%) e Agressivo (40 a 60%) – ou pela data-alvo para aposentadoria – Ciclo de Vida 2030, Ciclo de Vida 2040 e Ciclo de Vida 2050. Não é possível interferir nas altas e baixas do mercado, mas analisar cautelosamente as perspectivas futuras desse movimento antes de fazer qualquer alteração na gestão do seu benefício é fundamental. Lembre-se: é preciso cautela na hora de decidir por qualquer mudança em tempos de crise, além de avaliar bem o cenário para não consolidar perdas ao alterar seu perfil.

  • Saiba como usar o Meu Benefício

Contribuição Adicional

Está associada à evolução de carreira do participante e funciona com base em um sistema de pontuação individual, que dá direito a fazer contribuições extras que podem ir de 1% a 10% do salário e é acompanhada pelo patrocinador. Ou seja, você ganha uma rentabilidade imediata de 100% sobre o valor que investe em sua conta de aposentadoria.

Contribuição Complementar

Representa um aporte extra sem a contrapartida do patrocinador e pode ser feito de forma mensal ou esporádica. Na modalidade mensal, a contribuição deve ser equivalente a, no mínimo, 2% do salário de participação, e é possível simular o efeito desse aporte na sua aposentadoria por meio do Meu Benefício. É possível, inclusive, contratar a Contribuição Complementar diretamente pelo app.

Conheça os fatores que influenciam o valor do seu benefício

Comentários

(0)

Enviar Comentário

Nome:

E-mail:

Comentários:

Restam 450 caracteres
Os comentários são moderados e liberados posteriormente pela Previ